Like A Girl

Pushing the conversation on gender equality.

Code Like A Girl

Ajudando Mulheres a se tornarem Palestrantes TECH — Introdução

Antes de começar, gostaria de dizer que ajudar não significa que a outra pessoa é mais fraca ou dependente de você, significa que você simplesmente se importa.

Palestro em eventos de tecnologia desde meados dos anos 2000 e já vi muita coisa nesses eventos. Porém, nos últimos anos, temos discutido muito mais a diversidade nas comunidades. Tudo vai abaixo quando ao mesmo tempo que cresce a consciência, cresce a cultura do ódio. A cultura do ofender para pertencer ao grupo dos descolados. Quantas vezes você já viu alguém ofender pelo Twitter ou em conversas de corredores alguém pela roupa que usou no evento, pelo tipo físico, pela orientação sexual, até mesmo pela linguagem que a pessoa programa? Existe uma frase que eu sempre falo para as pessoas, e repito aqui para vocês utilizarem se assim desejarem:

Uma brincadeira só é divertida quando é engraçada para os dois.

eu no canto superior direito com os braços pro alto

Sempre tentei ser o mais respeitoso nos palcos, sem deixar de ser divertido, brincalhão e animado. Acredito que faço bem esse trabalho, não por ser melhor que ninguém, mas talvez por me importar mais que muitos. Até que um dia ouvi pela segunda vez a palestra da mjcoffeeholick (Alda Rocha). A primeira vez que a ouvi no palco foi tão perturbador para mim, que não tive muita reação além de quase chorar e aplaudir de pé, a segunda, como apresentador, senti que precisava fazer algo. Assim, assumi publicamente a minha iniciativa de ajudar a acelerar o crescimento das mulheres em palcos como palestrantes.

O projeto deu muito certo e tivemos 44 Mulheres Cadastradas!!!!! Tomei cuidado em todas as etapas, para não soar algo com objetivos secundários, ou algo que pudesse estragar a beleza da iniciativa. Veja o primeiro email como foi:

Olá pessoal, tudo bem?

Para quem não me conhece, meu nome é Bernard De Luna. Tive a iniciativa de dedicar um pouco do meu tempo para ajudá-las a preencherem os palcos desse mundão com cada vez mais qualidade e ousadia.

Antes de mais nada, aproveito para dizer que não existe nenhuma segunda intenção com esse projeto, não terá um custo em nenhum momento, não apresentarei nenhuma solução ou venderei nada. Nem mencionarei a minha empresa para tentar converter.

Minha única intenção é participar 0,0000001% da vida de voces, através da potencialização do conhecimento de voces em forma de palestras.

Criei um grupo no meu Gmail onde coloquei todas voces juntas como BCC. Tenho receio que isso possa gerar problemas de spam, talvez em uma próxima, podemos passar a usar o google groups, que tal?

Os encontros foram divididos em 4 temas. Em alguns dos encontros, algumas das Palestrantes foram convidadas a fazer 1 lightning talk online sobre um tema que domina, isso deu abertura para que elas enfrentassem nervosismos, seus medos, e recebessem não só o apoio do grupo, como feedbacks para melhorias.

SOBRE A MENTORIA

Cada encontro foi focado em debater um assunto diferente, dando dicas, contando alguns relatos pessoais, estimulando práticas e técnicas que pudessem ajudá-las em arrasarem em suas talks, pois com um ambiente agressivo que temos, 1 palestra ruim faria a pessoa não tentar novamente, simplesmente desistir, isso já acontece com desenvolvedores incríveis homens, imagina as mulheres que vivem em um ambiente de julgamento e opressão?!

No próximo post falarei sobre o primeiro encontro que foi sobre Desconstrução do MEDO. Até lá!

Índice