Like A Girl

Pushing the conversation on gender equality.

Code Like A Girl

Candidate-se para vagas tech como um homem

Este ano assisti uma palestra das queridas Hannah Fleishman e Becky McCullough no Inbound17 sobre marketing de recrutamento.

Um dos dados me impressionou:

“Os homens se candidatam às vagas quando preenchem 60% do requisitos, enquanto as mulheres só se candidatam se preencherem 100% deles”

Por que isso acontece?

Falta confiança?

O estudo realizado pela HP que chegou a esta conclusão é frequentemente citado como um exemplo de que as mulheres precisam ser mais confiantes em suas habilidades na hora de se candidatar a um emprego.

Mas será isso mesmo?

Um outro estudo publicado na Harvard Business Review mostra que na verdade a falta de confiança não é o problema. Nós temos sim confiança nas nossas habilidades, e temos certeza que vamos realizar um bom trabalho caso sejamos contratadas.

O problema real é que consideramos a descrição da vaga uma barreira.

Em busca do emprego dos sonhos

Quem de nós nunca passou por esta situação: estar procurando emprego, encontrar uma vaga super interessante e, após ler a descrição do cargo, achar que não vale a pena se candidatar porque não tem os requisitos necessários?

Isso é ainda mais forte nas áreas de tecnologia. A vaga exige que você saiba todas as linguagens de programação, saiba gerenciar projetos, editar imagens no Photoshop…você lê tudo aquilo e diz para si mesma “ah não, eu não sei esta e aquela linguagem, não posso me candidatar”.

Candidate-se.

Simplesmente porque ninguém sabe tudo, e estamos constantemente aprendendo. Além disso, apenas algumas partes da descrição do cargo são realmente essenciais, enquanto outras são habilidades que a empresa gostaria de usar no futuro ou estão pensando em desenvolver. Scott Purcell, um especialista em recrutamento para áreas de tecnologia na Jobspring Partners, explica que:

“Muitas vezes, as empresas incluem habilidades que elas gostariam de ter em um candidato ideal, mas que não esperam de fato encontrar.”

Por exemplo, um candidato pode não saber todas as linguagens de programação listadas, mas se ele tiver um perfil que se encaixa bem na filisofia da empresa e estiver disposto a aprender, ele pode ser considerado para o cargo.

Medo do fracasso

Homens em geral atribuem o fracasso a condições externas (“o processo de contratação é péssimo, uma bagunça”), enquanto as mulheres a condições internas (“fui muito mal na entrevista, eu estava num dia ruim”). Esta é uma das outras razões pelas quais evitamos nos candidatar para vagas quando não temos 100% dos requisitos: o medo de não conseguirmos porque não tinhamos todas as chances desde o começo.

Mas advinhe. Mesmo quando tivermos 100% das qualificações, não é garantia de que seremos contratadas.

Tenho uma amiga que se candidatou para uma vaga de emprego com 100% dos requisitos, sólida experiência na área, indicações dentro da empresa, enfim, tudo pra dar certo. Ela estava super animada e confiante.

Mas não foi contratada.

Depois, de um outro amigo na empresa, ouvi que a gerência achou que ela era muito qualificada para a vaga e que eles queriam alguém um pouco mais júnior.

As vezes ficamos frustradas quando recebemos uma resposta negativa em um processo de contratação. Mas mesmo quando temos todas as cartas, não sabemos quais são as regras do jogo.

Em resumo, não espere ter todos os pré-requisitos para uma vaga. Se a vaga está de acordo com o seu perfil e os seus objetivos, vá em frente. Candidate-se.

Siga a tag codelikeagirlBR para ver nossos posts! 😀

Quer escrever ou traduzir artigos em português para a Code Like A Girl? Se você já faz parte do time de escritoras(es) da Code Like A Girl basta enviar seu artigo diretamente para nossa publicação. Se você ainda não faz parte do nosso time, envie uma mensagem direta para a conta de twitter CodeLikeAGirlBr. Nós avaliaremos seu artigo e ajudaremos a refiná-lo para publicação.