Like A Girl

Pushing the conversation on gender equality.

Code Like A Girl

Como ser uma pessoa mais produtiva

Photo by Anete Lūsiņa on Unsplash

Não é fácil se concentrar nos dias de hoje, com tantas tarefas e distrações nos cercando o tempo todo. Cobrança excessiva, redes sociais, falta de inspiração… todos esses pontos são vilões no momento de alcançar um objetivo ao fim de um ciclo.

Produzi esse conteúdo com o pensamento de compartilhar pontos chave que me ajudam a lidar com os desafios na hora de produzir.

Grave

Ter uma ideia legal, encontrar um post interessante que pode te ajudar, tarefas a serem feitas, podem acontecer comumente no nosso dia a dia. Mas, com um mundo bombardeando informações como temos hoje, e com nossas vidas cada vez mais insanas, não deveríamos confiar apenas na memória. Então a sugestão aqui é: grave isso de alguma forma, seja através de listas, áudios, imagens, salvando posts, ou o que funcionar mais pra você. Eu mesma, hoje, tenho rascunhos pra mais sete artigos.

Crie inspiração

Acredito que inspiração está ligado sim a produtividade, pois ideias nos instigam mais a trabalhar. Certos estímulos podem nos ajudar a nos tornar pessoas mais criativas,

vai de cada um se conhecer e criar sua atmosfera de inspiração.

Pra mim, por exemplo, funciona muito participar de eventos na minha área, assistir certos filmes e ouvir algumas playlists/músicas.

Boas ideias dificilmente vem com a fadiga. Às vezes tudo que você precisa é de um bom banho e uma noite de sono.

Tem esse outro vídeo do Tudo Orna, e esse post do Cris Landa, que tratam um pouco mais dessa questão.

Pomodoro

É uma técnica que eu usei muito na época da faculdade e quando me envolvi com pesquisa acadêmica. Aprendi com o grupo de estudantes de pós graduação no qual eu estava inserida, e levei isso pra vida. Usava ferramentas que me auxiliavam com a técnica, e nunca parei pra pesquisar o histórico disso ou qualquer motivação mais profunda, só sabia que funcionava muito pra mim.

Consiste em um método de gerenciamento de tempo difundido na década de 80, que divide o trabalho em períodos separados por breves intervalos, e ao final de alguns ciclos você tem direito a um intervalo um pouco maior.

Então, por exemplo, você pode trabalhar com total foco por 25 minutos, e após esse tempo fazer uma pausa de 3 minutos, iterando dessa forma até completar 4 ciclos, onde você tem 15 minutos de descanso. E esses tempos podem ser customizados de forma que façam sentido para você.

O legal pra mim, é que você tem um “prêmio” mais do que merecido após o período de trabalho intenso, que é o descanso. Eu acabei adotando isso pra vida de outras formas também, por exemplo, se eu sei que tenho uma tarefa chata ou na qual estou empacada pra fazer, eu penso em algo pra me recompensar após conseguir terminar aquilo (pode ser comer uma fatia de pudim, ou sair pra beber com seu grupo de amigos). Essas recompensas depois de um trabalho árduo vem com um gosto maravilhoso.

Comece

Às vezes eu enrolo pra encarar determinada atividade, mas é só começar que tudo flui.

Sabe aquela frase “antes feito que perfeito”?! Tem isso também, às vezes passamos tanto tempo nos questionando sobre a melhor forma, enquanto simplesmente ter algo funcional valeria mais a pena do que já implementar o melhor de cara, e isso vindo de uma pessoa que demorou a entender que tudo bem não ser perfeito.

Também é importante saber equilibrar entre a ansiedade de dar um trabalho por terminado quando você tem tempo hábil e conhecimento para aprimorá-lo e a cobrança excessiva que nos faz nem começar ou jamais terminar.

Procrastinação

Procrastinar nada mais é do que adiar uma ação, e eu conheço bem esse problema, às vezes eu entro no “mundo de Ingrid” (oi Airton) e nem o céu é o limite. Mas não vou ensinar como fugir disso — até porque eu não tenho mérito pra tal — , vou contar como eu caminho ao lado dessa característica.

Aprendi isso assistindo Manual de Sobrevivência Escolar do Ned, no auge dos meus 13 anos. Era uma série da Nickelodeon que retratava o dia a dia na escola de 3 amigos, Ned, Moze e Cookie, e que dava dicas para sobreviver a tudo que você possa imaginar dentro do ambiente escolar. Na segunda parte do episódio 19 (Your Body/Procrastination) eles tem um projeto escolar individual, em que devem escolher e apresentar sobre a cultura de um país.

O que acontece é que Moze estuda da forma tradicional, lendo livros e destacando frases, até que fica obcecada com uma aposta com Ned, enquanto Ned passa o tempo inteiro brincando de montar esculturas, origamis, assistindo filmes, comendo e distribuindo sushi pelos corredores. No final, enquanto Moze não se sai bem na apresentação, Ned dá um show com uma apresentação megacriativa com direito a escultura de palitos sobre a cultura Japonesa e tudo o mais que parecia ser perda de tempo.

Em resumo, a lição do episódio é fazer a procrastinação trabalhar pra você, tranformando tarefas que podem ser chatas ou monótonas em momentos divertidos e criativos. Faça diferente, saia da caixa.

Multitasking

Ao contrário do que imaginamos, fazer várias tarefas ao mesmo tempo pode ser muito improdutivo. Uma publicação da Harvard Business Review ainda diz que nossa produtividade pode cair em até 40% quando tentamos trabalhar dessa forma, isso pois perdemos tempo nos situando entre tarefas, prejudicando nossa memória de longo prazo e criatividade, e até nossa resposta aos sentidos pode ser alterada. A solução é basicamente se propor a encarar tarefas pelo maior tempo que puder — de preferência até o final. Caso não consiga, tome nota de onde estava anteriormente (sua linha de raciocínio) e parta para a outra tarefa novamente pelo maior tempo que conseguir.

Esse texto foi inspirado principalmente por este vídeo da Débora e por uma talk do Training Center.

E você, qual é o seu maior desafio na hora de produzir? Como você lida com isso?

Siga a tag codelikeagirlBR para ver nossos posts! 😀

Quer escrever ou traduzir artigos em português para a Code Like A Girl? Se você já faz parte do time de escritoras(es) da Code Like A Girl basta enviar seu artigo diretamente para nossa publicação. Se você ainda não faz parte do nosso time, envie uma mensagem direta para a conta de twitter CodeLikeAGirlBr ou um email para brazil@codelikeagirl.io. Nós avaliaremos seu artigo e ajudaremos a refiná-lo para publicação.