Like A Girl

Pushing the conversation on gender equality.

Code Like A Girl

If I were a boy…..[Parte 1]

Estou em uma nova missão: descobrir por que as mulheres não escolhem as carreiras de engenharia ou tecnológicas, as famosas “exatas”. Venho juntando dados há algum tempo, e agora surgiu a oportunidade de colocar esse conhecimento em prática em uma disciplina da Universidade. Pois bem, compartilho com vocês algumas reflexões.

Primeiro, não são todos os homens que aceitam mulheres nestes cargos (nada novo sob o sol não é mesmo?!), muitos não aceitam nem na universidade. A frase “ A mulher é frágil”, ainda é muito usada na sociedade de hoje, só está um pouco mascarada. Há vários relatos de mulheres que escutam isso no dia a dia.

Lembro muito bem que, no meu ensino médio, fui encorajada a seguir na carreira de exatas, principalmente pela minha família. Porém, com esse trabalho, vejo que muitas outras mulheres não foram e não são encorajadas a perseguir uma carreira no meio.

A forma como é passado o conhecimento também influencia as mulheres. Vamos pensar: normalmente os professores exemplificam as áreas das engenharias com grandes nomes MASCULINOS. Nada a contra os homens que fizeram grandes contribuições para a área, tenho o máximo de respeito, mas só temos visibilidade de grandes feitos realizados por homens. Eu não ouvi na universidade sobre as engenheiras negras da NASA, a maior parte dos meus professores é homem, apesar de as poucas professoras que tenho serem sensacionais, de verdade. Elas participaram da criação de alguma linguagem, ou de teorias importantes na área da computação, que a propósito é a minha área de estudo.

Bom, sigo estudando e sinto que falta muita coisa, mas espero em breve compartilhar com vocês o mapa deste estudo. Por enquanto deixo a reflexão: If I were a boy? se eu fosse homem, eu pensaria sobre este assunto? ou mais: eu estaria preocupado sobre este assunto? Indo além: eu faria alguma coisa sobre este assunto?

Por quê o titulo if I were a boy? primeiro sou fã assumida da Queen B, segundo essa música reflete um pouco do que uma mulher enfrenta, sendo mulher.

Dicas de leituras: http://www.mulheresnaengenharia.com/2016/06/engenharia-forma-mais-mulheres-do-que.html

https://mulheresnacomputacao.com/

Hasta la vista Babies!

Siga a tag codelikeagirlBR para ver nossos posts! 😀

Quer escrever ou traduzir artigos em português para a Code Like A Girl? Se você já faz parte do time de escritoras(es) da Code Like A Girl basta enviar seu artigo diretamente para nossa publicação. Se você ainda não faz parte do nosso time, envie uma mensagem direta para a conta de twitter CodeLikeAGirlBr. Nós avaliaremos seu artigo e ajudaremos a refiná-lo para publicação.