Like A Girl

Pushing the conversation on gender equality.

Code Like A Girl

Os primeiros passos em QA

Photo by Ben White on Unsplash

É, você não leu errado, a ideia deste artigo é dar uma idéia sobre os primeiros passos em QA . Ainda hoje tem se uma idéia meio equivocada que a carreira em testes seria apenas uma porta de entrada para a área de Desenvolvimento, o que não é! Somos uma área que vem pra agregar ao desenvolvimento de software, cujo intuito é prezar pela qualidade do produto que será entregue ao usuário final, seja ele uma funcionalidade, ou até mesmo um sistema inteiro. Claro, que num contexto ágil a qualidade deve ser uma responsabilidade de todos, mas o QA vem para garantir que todos estão seguindo os padrões de qualidade e garantir uma entrega dentro desse padrão.

Quero deixar claro que o intuito não é colocar uma regra de como você deve começar na carreira, ou que seja um princípio que você deve seguir todos os passos à risca pra ter sucesso, ele é pra você que ainda não é da área, ou que já é e está meio perdido, ou até mesmo se você está pensando em migrar para área de Qualidade de Software. São dicas que eu queria (e MUITO) ter recebido quando comecei e não encontrei em um post só, e até algumas coisas que eu fui aprendendo nesses meus poucos (ainda) anos como QA.

Vamos lá?

  • Comece pelo começo! Pode parecer a coisa mais besta a se dizer, e meio non-sense, mas eu queria muito ter partido do princípio e não foi bem assim que as coisas aconteceram (vcs podem ler sobre aqui), então qual a melhor dica? Bom, (aqui cabe um parênteses pois vou receber várias críticas com certeza!haha) eu indico fortemente a leitura do syllabus Foundation do BSTQB (você pode fazer o download gratuitamente neste link). Deixo bem claro que ele não traz um conteúdo atualizado, mas sim uma base, pra você sair do zero-a-zero, e entender melhor como funciona a base de teste de software, quais são as camadas, os quadrantes de testes, as atividades que são executadas em cada um deles (viu, não é só sair clicando em botões!  ).
  • Segundo passo, recomendo fortemente o estudo de lógica de programação(tem muito curso Free, ou bem baratinho na internet, ou até mesmo na biblioteca da sua faculdade). Vale salientar aqui que não recomendo nenhuma linguagem de programação em si. Claro, que tem muitas que são usadas devido a facilidade de entendimento e uso, mas dependendo da empresa que você atuar, talvez não tenha a opção de escolher a linguagem. Saiba a base, e a linguagem, tá cheio de tutoriais bacanas na internet ensinando do básico ao avançado, vai por mim! Quero deixar claro, que você não vai exatamente desenvolver o sistema em si, mas a necessidade do mercado em automação de testes exige skills de desenvolvimento (no mínimo básicos).
  • Aprenda de negócios. Não que você obrigatoriamente vai lá no cliente entender o que ele quer todas as vezes, mas algumas você pode participar de reuniões de entendimento das necessidades (eu acho isso ótimo, porquê ajuda bastante você a entender o que deve entregar e se está sendo feito corretamente), e consequentemente irá facilitar seu trabalho.
  • Entenda tanto como funciona o modelo waterfall quanto o modelo ágil de desenvolvimento de software. É aquele negócio, muitas vezes você não escolhe em qual empresa/projeto que vai trabalhar, então é bom estar preparado e com as “ferramentas” corretas.
  • Aprenda sobre infra, redes, cloud.(não puxando a sardinha para a area da onde vim ~pra quem não sabe, sou formada em redes ~)Aqui vale salientar que vc não deve “manjar” necessariamente, mas você tem que entender como as coisas se conectam, até para saber quem você deve acionar no caso de algum problema.
  • Entre em grupos de discussão, whatsapp, Facebook, etc.. leia artigos, mesmo que não sejam propriamente técnicos, eles ajudarão (e muito!) você a abrir a mente para outras oportunidades, ou outras formas de fazer algum teste, um jeito mais fácil, como usar uma outra tecnologia, afinal, não estamos reinventando a roda não é, tem sempre alguém que já passou por um problema que você está passando e pode trazer uma experiência que agregue à sua.
  • E por último, mas que eu acho que é a dica de ouro: não tenha medo de arriscar! Pergunte, faça amizades, expanda seu networking, seja solícito, seja disponível! Ninguém sabe tudo, e todo mundo tem sempre algo a ensinar.

Siga a tag codelikeagirlBR para ver nossos posts! 😀

Quer escrever ou traduzir artigos em português para a Code Like A Girl? Se você já faz parte do time de escritoras(es) da Code Like A Girl basta enviar seu artigo diretamente para nossa publicação. Se você ainda não faz parte do nosso time, envie uma mensagem direta para a conta de twitter CodeLikeAGirlBr ou um email para brazil@codelikeagirl.io. Nós avaliaremos seu artigo e ajudaremos a refiná-lo para publicação.