Like A Girl

Pushing the conversation on gender equality.

Code Like A Girl

Por que os brinquedos “das meninas” são tão condescendentes?

Não me refiro “condescendente” como algo flexível e tolerante, e sim, pelo sentido pejorativo da palavra “ que tenta acentuar uma superioridade sua (real ou não), tratando de maneira paternalista outra pessoa.”

Mas como um simples brinquedo pode ser condescendente?

Lembro as idas, quando criança, à loja de brinquedos. De um lado skates e artigos de esportes, dinossauros, super heróis, carros, blocos de construção, a lista continuava. Enquanto o outro, dominado por rosa, repleto de princesas, fogões, bonecas, geladeiras e bebês, entre outros.

Ali naquele estabelecimento, como muitos outros desse ramo infantil, já era induzido uma distinção nítida de gêneros e sua diferenciação de papéis na sociedade. Era apenas uma criança incapaz de tal compreensão, no entanto, eu a entendia através da rixa entre as cores rosa e azul.

Rosa não era minha cor preferida, porém era (e ainda é) um atributo que remetia feminilidade,por isso abusei desta cor por muitos anos.

Recordo desejar trocar de sexo, não por insatisfação ou não identificação, mas sim para brincar com seus brinquedos legais e diferentes, sem atrair atenção indesejada de terceiros, porque os meus passaram a ficar monótonos.

Os anos passaram e percebi a tamanha influência desses instrumentos e sua importância que transcende a infância e nos acompanha até a vida adulta, como a escolha de profissões!

“O que você quer ser quando crescer?” Sempre odiei essa pergunta quando criança.

De acordo com o The Guardian, jornal britânico, ”brinquedos de gênero podem dissuadir as meninas de carreira na engenharia”. Isto porque os brinquedos com foco em ciência tem garotos como seu público-alvo.

E agora como adulta, me pergunto se algo mudou nesses últimos anos que não pertenço mais a tal faixa etária.

Como uma boa representante da geração Z, busquei no Google e, para minha decepção, tudo permanece igual. Garotas continuam sendo bombardeadas pelo rosa e brinquedos relacionados a beleza.

Enquanto os meninos são incentivados a explorar,criar,experimentar e suar.

Precisamos destruir papéis de gênero pois o mundo necessita mais engenheiras, assim como cientistas. A participação feminina em cursos relacionados às ciências não demonstra aumento há anos consecutivos. O futuro é feminino e “O adulto criativo é a criança que sobreviveu”, certo?

Siga a tag codelikeagirlBR para ver nossos posts! 😀

Quer escrever ou traduzir artigos em português para a Code Like A Girl? Se você já faz parte do time de escritoras(es) da Code Like A Girl basta enviar seu artigo diretamente para nossa publicação. Se você ainda não faz parte do nosso time, envie uma mensagem direta para a conta de twitter CodeLikeAGirlBr. Nós avaliaremos seu artigo e ajudaremos a refiná-lo para publicação.