Like A Girl

Pushing the conversation on gender equality.

Code Like A Girl

Querido Designer Jr.

Conselhos que queria ter recebido no início da minha carreira.

(O original deste artigo em inglês publicado pelo Elliot Dahl em parceria com o Build to Adapt vocês podem encontrar aqui.)

Eu me mudei para São Francisco em 2013 trabalhando como designer júnior com apenas poucos anos de experiência e um desejo de mergulhar bem fundo no design. Embora eu tenha vivenciado muito nos últimos 4 anos — e ainda tenho muito mais a aprender como designer e profissional — decidi escrever sobre algumas das maiores lições que eu gostaria de ter ensinado ao meu “eu” mais novo quando primeiro vim a SF.

Busque mentores para tudo

Aquele mentor ideal que te ensinará tudo que você precisará para uma carreira bem sucedida é bastante raro. Quando finalmente me desapeguei desse modelo mental de um mentor perfeito, comecei a enxergar os professores que eu tinha ao meu redor. Procure pelas pessoas que são felizes e confiantes no que fazem. Cada pessoa que você conhece tem algo para te ensinar. Alguns dos meus maiores mentores de carreira não sabem nada sobre o design, mas me ajudaram a melhorar a maneira como eu me comunico, me apresento e lidero. O diretor de marketing de um dos meus primeiros empregos foi um grande mentor. Ele não era de forma alguma um designer, mas ele me ensinou muito sobre comunicação por exemplo e feedback direto. Mark me ensinou o valor de fazer mais perguntas e buscar entendimento.

O ato de encontrar um mentor não deveria ser um atalho. Deveria ser uma rua de mão dupla.

Aproxime-se e aborde os seus amigos, colegas de trabalho e membros da família e esteja aberto ao que eles têm para lhe dizer. Iniciar essas conversas e ter conversas abertas é algo que eu ainda pratico o tempo todo. O ato de encontrar um mentor não deveria ser um atalho. Deveria ser uma rua de mão dupla. Você tem algo a dar mesmo que seja apenas uma ouvido disposto.

Participe de encontros e conferências

Os eventos de design são uma ótima maneira de se envolver na comunidade e fazer conexões. Nem todas as reuniões / conferências / eventos são iguais. Desfrute de todos os tipos até encontrar os que têm uma comunidade com a qual você se identifica e conecta. Mas fique atento na forma como você se apresenta — como designers, há uma tendência a misturar muito ego em nosso trabalho. Compartilhe do que você está trabalhando e das suas paixões, mas esteja aberto também ao que os outros acham interessante. Uma das primeiras reuniões que fui no Bay Area foi para designers corporativos da UX. Eu pensei que essas pessoas eram loucas, “Por que você não quer se conectar diretamente com os consumidores?”. Quatro anos depois, eu estou de pé no mundo de software empresarial e amando tudo isso.

Tomar decisões sábias e julgamentos rápidos faz parte do nosso trabalho, mas todos sabemos que julgamentos feitos sem todos os fatos pega muito mal. Não se precipite em julgar as escolhas de carreira das outras pessoas. Escute e aprenda.

Alcance as pessoas através do Twitter (Use o Twitter como ferramenta)

O Twitter é uma ferramenta poderosa e eu achei tão útil (se não mais), que o LinkedIn para a minha carreira de design. Já usei o Twitter como um cartão de contato e uma forma para me conectar com pessoas que eu respeito, como outros designers em SF. Eu diria que cerca de um quarto dessas pessoas responde às minhas perguntas ou solicitações de contato. No começo, isso me aborreceu. Mas é totalmente normal. As pessoas são ocupadas e as vezes não acompanham todos os itens do seu feed, especialmente quando eles têm um grande público. Procure conexões genuínas e faça o que sentir que é certo. Mas o Twitter não é para todos, então não se sinta mal se não combinar com você.

Busque por uma equipe estabelecida

No começo, fiz muitos trabalhos como designer solo. Isso às vezes faz parte do que tem que fazer para criar seu portfólio e se mostrar. No entanto, agarre a primeira chance que tiver de trabalhar com uma equipe experiente. Troquei aumentos e promoções para trabalhar com uma equipe experiente e posso dizer com confiança que valeu a pena a longo prazo.

Aprenda sobre o trabalho das outras pessoas

Descubra o que as pessoas sentadas ao seu redor fazem. Podem ser eles que escrevem o código trazendo vida aos seus projetos, que vendem a experiência que você criou aos clientes ou que dão apoio aos clientes aborrecidos com suas tomadas de decisões de design. Eles têm algo para te ensinar que o tornará um profissional melhor e, por sua vez, um designer melhor.

Eu sentava na frente da equipe de suporte ao cliente na empresa de e-commerce que trabalhei há alguns anos atrás. As histórias que eles me contavam, embora às vezes cômicas, eram um indicador claro de falha de comunicação no fluxo final do checkout. Esse feedback ajudou a informar para uma experiência de pagamento melhor que beneficiou nossos clientes e facilitou os trabalhos desta mesma equipe.

Mantenha-se inspirado, não intimidado

É fácil dar uma olhada no feed do Instagram ou do Dribbble e sentir-se intimidado. Eu sei que acontece comigo de vez em quando. Cuidado com as coisas que drenam sua energia e fazem você pensar “Não sou bom o suficiente”. Eu me sinto inspirado quando converso com colegas num nível amigável de igual pra igual. Às vezes eu pratico isso quando conheço novas pessoas em encontros e outras vezes quando tomo uma cerveja com um bom amigo para conversar. Desabafe sobre suas frustrações, mas não permaneca nelas; Procure encaixar a paixão de outros designers nas suas conversas. É extremamente contagioso.

Ensine para Aprender

Você consegue entender um conceito num nível muito mais profundo quando você ensiná-lo aos outros. Ele expande sua consciência para explicar todos os prós e contras de um problema. Isso é uma ótima coisa para praticar, mesmo que não esteja começando com design. Se você conhece algo útil sobre cozinhar, fotografar, viajar ou mesmo tarefas diárias, você conhece algo que os outros não. Escrever posts e artigos de blog ou até um bate papo com um amigo / colega de trabalho é um ótimo começo.

Entenda sobre Negócios

Aprenda como os números somam para tornar dar sucesso a sua empresa. É fácil se perder na criação de ícones pixel perfect ou desenvolver a melhor jornada do usuário, mas isso não adianta de muita coisa se você não for pago. Ter cursado administração me ajudou muito nesta arena. Se você não é tão experiente em negócios, fazer algumas perguntas simples sobre receita, retenção de clientes e crescimento da empresa pode ser extremamente esclarecedor. Eu busco não trabalhar para empresas em cujos valores não acredito porque seu sucesso / fracasso reflete em mim. No início da sua carreira, você nem sempre terá o luxo de fazer essa escolha, mas é importante fazer perguntas e estar ciente da saúde da empresa para sua própria segurança de emprego e plano de carreira.

Respeite o processo (Visual, UX, Equipe)

Aprender e praticar um processo de trabalho já é uma habilidade em si. Um bom designer senta no canto pra ralar e fazer um design impressionante. Um grande designer leva toda a equipe com ele. O processo sempre mudará, então não tenha medo de iterar. Adapte seu processo a novos desafios. Esta é uma ótima área para feedback com intenção de melhoria e ou de se informar sobre novas perspectivas.

“Fake it till you make it” (Finja até conseguir)

Todo mundo no mercado fala isso. Muitas pessoas ainda estão fingindo. Você ficaria surpreso com a quantidade de pessoas que você admira que ainda estão aprendendo coisas novas. Provavelmente, você mesmo tem algo a ensiná-los.

Seja paciente com você mesmo

Se tornar um ótimo designer não acontece de noite pro dia. Você já está na frente de todos por ter lido esse artigo inteiro. Encontre equilíbrio em sua vida. O design é o que você faz, não é quem você é.

A great thank you to Elliot Dahl and the Build to Adapt / Pivotal team for being on board with sharing this piece of writing with a complete stranger for the sake of the Brazilian Design Community. We move forward, together.

Siga a tag codelikeagirlBR para ver nossos posts! 😀

Quer escrever ou traduzir artigos em português para a Code Like A Girl? Se você já faz parte do time de escritoras(es) da Code Like A Girl basta enviar seu artigo diretamente para nossa publicação. Se você ainda não faz parte do nosso time, envie uma mensagem direta para a conta de twitter CodeLikeAGirlBr. Nós avaliaremos seu artigo e ajudaremos a refiná-lo para publicação.