Like A Girl

Pushing the conversation on gender equality.

Code Like A Girl

Testes de personalidade e team building: uma excelente experiência

Uma das coisas mais fantásticas sobre trabalhar com inovação é perceber quanto disso é descobrir padrões e comportamentos. Cada indivíduo é único, mas há sempre escolhas e ações que reforçamos ao interagir com o mundo.

Eu entrei em um time de pessoas deslocadas, uma colagem de diferentes perfis que foram combinados sem uma abordagem de teambuilding até então, sem Scrum Master para ajudar. Eu tinha acabado de entrar na empresa e ser alocada naquele produto, então precisava fazer funcionar, e rápido. No entanto, conversar com eles me dava muita informação sobre seus desconfortos uns com os outros, mas revelava pouco sobre eles mesmos.

Há duas ferramentas de mapeamento de personalidade com que tenho razoável familiaridade: DISC e MBTI. DISC é ótima para mostrar qual é a sua abordagem, sua estratégia ao lidar com diferentes situações e pessoas, enquanto o MBTI serve para revelar sua essência, o que você valoriza e as preferências e escolhas que você faz.

Considerei que se é bom o suficiente para a McKinsey, acho que vale experimentar. Então resolvi dar uma chance para o MBTI.

Um mapeamento de personalidade é como um raio x dos seus padrões de comportamento e preferências. Já vi comparações com astrologia por conta do aspecto preditivo, mas estas comparações não poderiam estar mais distantes da realidade: um mapeamento de personalidade é uma ferramenta para identificar preferências que já existem, e que provavelmente vão se manifestar no comportamento da pessoa, enquanto a astrologia usa os corpos celestes para prever como será formado o comportamento da pessoa, a partir do momento em que ela nasce.

Enviei um link para cada um dos membros e pedi que gastassem 10 min do seu tempo com o teste e então me dissessem o resultado. Com ele, descobri que tinha um líder excepcional (ENTJ) que era muito na dele, um gênio misantropo que só falava com máquinas e não tinha noção de tempo (INTP), um pragmático talentoso e cheio de empatia (ISFJ), um nerd de tecnologia que só queria ter liberdade e se divertir (ISTP) e por aí em diante.

Uma coisa maravilhosa do MBTI é que ele mostra nossas preferências, e com isso explica como nos comportamos, mesmo que para algumas pessoas pareça sem sentido.

O nerd, por exemplo, era visto pelo time como irresponsável e tecnicamente limitado. Sabendo o que o motivava, comecei a conversar com ele, ouvindo seus incômodos, propondo planos de ação que não entrariam em conflito com seus valores, e que promovessem suas preferências. Juntos, identificamos que o fato de a tecnologia que o time estava usando não era a que ele gostava não era o problema. O problema era que ele não estava se divertindo, e se sentia diminuído pelo time. Então começamos a trabalhar nisso, e rapidamente ele estava entregando com alta performance, e até reclamando da qualidade do código de outros colegas.

Fonte da imagem

Em retrospectivas, o time começou a usar o mapeamento como ferramenta para explicar diferenças entre os membros, como

“Eu sou J, então preciso saber que temos um plano definido para isso. Sei que você é P e gosta de improvisar, mas você poderia passar a me avisar o que vai fazer com um pouco de antecedência?”

O MBTI não só me ajudou a conhecer meu time e aplicar uma abordagem de teambuilding — ele também ajudou na autocompreensão dos membros e na empatia uns com os outros.

“Eu realmente queria me sentir mais confortável quando estou cercado de muita gente, mas sou introvertido. Posso fazer um esforço, mas preciso de tempo para repor as energias.”

E um extrovertido responde

“Ok, eu posso puxar algumas negociações e te ajudar, mas depois você revisa meu código, pode ser?”

E a minha favorita:

“Eu sei que você é T (racional, em oposição ao emocional), mas soa grosseiro para mim quando você fala coisas como essa”

cuja resposta foi

“Me desculpa, eu não quis ser grosseiro. Só queria ser prático, mas entendo que soou rude, então me perdoe.”

É fato que um mapeamento de personalidade não é capaz de prever seu comportamento, mas ele pode revelar o que é mais importante para você e explicar como suas preferências impactam nas suas ações no dia a dia. Como uma ferramenta de autoconhecimento e empatia pelos outros, ele se provou inestimável em construir o time a partir de um grupo descasado de pessoas.

Este artigo também está disponível em inglês, aqui.

Siga a tag codelikeagirlBR para ver nossos posts! 😀

Quer escrever ou traduzir artigos em português para aCode Like A Girl? Se você já faz parte do time de escritoras(es) da Code Like A Girl basta enviar seu artigo diretamente para nossa publicação. Se você ainda não faz parte do nosso time, envie uma mensagem direta para a conta de twitter CodeLikeAGirlBr. Nós avaliaremos seu artigo e ajudaremos a refiná-lo para publicação.